sobre whisky, mocinhas e vilões.

setembro 23, 2009

Queria ser John Wayne! Queria atirar sem acabar a munição, queria não precisar me abrigar dos tiros dos inimigos.

Queria ser John Wayne, sem precisar dormir, comer, apenas beber, beber e atirar. 

Queria ser John Wayne.

Eu, meu cavalo, minha Colt e meu Whisky. 

Será que John Wayne sente as dores do mundo? 

Solidão?

Medo?

Ciúmes?

Será que o John chora? Quando perde alguém que ele ama? 

Será que John Wayne ama? Amou? Amará? 

Vou beber whisky, carregar minha Colt e pedir mais uma, vou libertar a mocinha, matar o vilão, desbancar o xerife, pular do meu cavalo em movimento, acertar o cano da espingarda do facínora. 

Quem matou o facínora? Não fui eu, só acertei no cano.

Anúncios

Uma resposta to “sobre whisky, mocinhas e vilões.”

  1. Jornal do Whisky Says:

    Será que John Wayne sente as dores do mundo?
    Resposta: Depende do whisky que ele toma.
    Para não sentir as dores do mundo, recomendo o melhor whisky do mundo:
    http://jornaldowhisky.wordpress.com/2009/12/18/whyte-mackay-30-anos-o-whisky-mais-premiado-em-2009/
    Agora, se a dor for muito grande, recomendo o MAIOR whisky do mundo:
    http://jornaldowhisky.wordpress.com/2010/01/09/o-maior-whisky-do-mundo/

    rsrsrsrs

    Abraço


Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: