Crise de Insônia Criativa

março 16, 2010

O relógio antigo fazia TIC TAC.

Meu corpo seguia o ritmo, virando de um lado para o outro da cama.

Olhei no celular que estava debaixo do traveseiro.

Ainda eram 3hs da manhã.

Não conseguia dormi.

Levantei fui ao banheiro.

Deitei

Ainda não conseguia dormir.

Minha cabeça estava a mil, pensamentos, pensamentos, pensamentos.

Ah! uma ideia! Finalmente.

Era mais uma daquelas Crises de insônia criativa.

Ideia genia, pensei! Mais agora to Ficando com sono!

Levanto para pegar o bloco de notas.

Não, jaja amanhece! Depois anoto, deixa aprimorar a ideia.

Aprimorei, ficou ainda melhor.

Mais pela manhã, só lembrava do título.

Maldita Insônia Criativa.

Ahhh!!

Deixa eu voltar para a pagina em branca do word.

Anúncios

#mataramoglauco

março 12, 2010

Foi com essa noticia no twitter que começou o meu dia. Não vou dizer que sou um conhecedor da obra desse cartunista, mas já havia visto algumas vezes as tiras do Geraldão, e conhecia um pouco sobre Los três amigos. Sempre prefiri o Angeli.

Mais foi um choque de verdade, ao ler a notícia. A cada dia percebemos como somos tão pequenos e indefesos, onde está o erro? Não sabemos dizer, nem tem como. Politica, Violência, Brasil. Complexo de mais. Não é o perfil do nosso blog, mas acho que devemos pelo menos resgistrar #mataramoglauco.

Cartunista Nico

Dose de Inspiração

março 7, 2010

Em uma mesa de bar somos nós mesmos. Sem mascaras nem pudores, após algumas doses simplesmente falamos o que queremos. Filosofamos, discutimos, e sempre temos a razão. É com esse contexto que nossos personagens Pedro e Chico serão atirados, discutindo os assuntos mais absurdos possíveis depois daquela Dose de inspiração.

Vida e Morte Berro D’água

fevereiro 25, 2010

Confesso não li a obra do Jorge Amado, mas hoje logo pela manhã quando comia meu misto com o café expresso me deparei com um link e quis conferir.

Fiquei impressionado! Além de estar louco para ver o filme, quero ler a obra. Quero imaginar aquele personagens, antes de velos com carne e osso, quero poder entender as falas antes de serem ditas. E seré a que morte de pode ser mais divertida que a vida?

vai a dica:

Cansei da jornada do herói!

fevereiro 9, 2010

To um pouco cansado da jornada do herói, sabe aquele começo, meio e fim. Nascimento, vida e morte. Não sei se todos perceberam, mas o cinema é assim. O filme começa, com alguma pessoa comum tendo seu dia alterado, sendo convocado para uma jornada. Com o Frodo é assim, Bond, Ringo, Walle, Jack, Peter Parker, Avatar e etc.

Será que não tem jeito de fazer filme diferente? Será que tem de sempre ser esse velho ponto de virada? TÁ TÁ eu seiisso é DRAMATURGIA, que o Aristoteles escreveu, mas ja faz tempo neh?

Será que tudo ja foi invetando, a roda, o fogo os deuses e só?

Discordo que todas as historias foram contadas, isso é um desrespeito com os roteiristas, mas pra te falar a verdade tá faltando roteirista. Vejo um filme GRANDIOSSO, ESTUPENDO, QUE BATE TODOS OS RECORDES. E digo, CARALHO ANIMAL, mas já vi essa historia em alguns filmes.

Historias de amor, policial, terror, ação, experimental, cientificas, documentario, animação, noir, tarantinesca, Hitcokriana, Chapliriana e etc, etc, etc. Tem de ser sempre aquele começo, meio e fim basicos? Porque não sejamos mais ousados, porque não criamos movimentos.

Isso um movimento, ” Anti Jornada do Heroi” Sem o bom e velho clichê. Tambem não podemos viajar muito, o publico tem que enterder, façamos historias comuns de pessoas comuns, dentro de lugares comuns (bares)

Falando nisso em Breve, teremos uma surpresa pra vocês aqui no DOSE, algo audiovisual.

ABRAÇOS!

De quem é a culpa?

janeiro 30, 2010

A Culpa é o BBB. É to falando serio. Enquanto estamos na frente da TV ou Maquina de fazer doidos, parecendo mais cientistas malucos analisando o comportamento dos ratos na gaiola. As coisas estão bem complicadas aqui do lado de fora.

Não serei estraga prazer, quem gosta, gosta! Como diz o ditado gosto é que nem c… Cada um tem o seu.

Mas estamos perdendo o fio da meada, ficamos sentados assistindo a fulano de tal que irá votar em cicrano, nem sabemos quem votaremos nas próximas eleições.

Essa noite eu assisti a um filme de italiano sobre a ditadura argentina, em alguns momentos do filme parecia um reality. Pessoas trancadas sem esperança de sair daquilo pode parecer loucura essa minha analogia absurda, mas o limite humano é o mesmo quando se está trancafiado, de uma forma ou de outra, com tortura física, ou psicológica. Reagimos ao exílio do mundo, de forma rude e primitiva.

Assim como os presos da ditadura, os nossos “heróis” da TV, como diz o jornalista que apresenta esse programa, também não há esperança de saírem dali, pois ser ex-BBB deve ser duro.

BBB serve apenas pra uma coisa, não minto, nem pra isso ele serve. Ou seja, o tal programa líder de audiência não serve pra absolutamente nada. Tenho pena de uma geração inteira que cresce assistindo, discutindo e vivendo isso.

A culpa agora é do BBB, se o Brasil perder a copa, pode ter certeza que terei o meu culpado.

Woody ou Godard?

janeiro 13, 2010

Essa semana assisti duas obras fantasticas desses diretores. Dai em conversa, no bar, com um amigo ele me pergunta, Woody Allen ou Gordard? Puts! Agora ferrou. Tentei argumentar; É diferente os tipos de cinema, Woddy Allen e Godar, não tem como comparar. Então ele me responde, para com esses papinhos intelectualoide, de cinema. Vamos ao que interessa, se te perguntasse ROCKY ou EXTERMINADOR, tu me respondia na lata, EXTERMINADOR 2.  E isso é verdade.

Bom vamos pensar, O Woddy é classico, elagante um cinema comtemplativo. Já o Godard, disse uma vez que pra ter um filme, basta uma mulher, e uma arma. Gosto disso. Entre Band a part e Manhattan, sou mais o Woody, entre Acossado e Noivo Neurotico…Fico com Acossado. Carakas.

O  meu amigo, diz vai logo responde, naquele momento e com a pressão, repondi. WOODY ALLEN. Viu não doeu nada, simples. Garçom desse mais uma aqui.

Fiquei pensando, claro que é o Woody, o cara é genial. Acho que os melhores filmes que eu vi, as melhores tramas e piadas, foram nos seus filmes. O godard tambem é genial, mas não o quanto o Woody. O garçom chega a mesa com uma cerveja, super gelada. Ainda pensando na minha resposta, refiz a pergunta para o garçom. Ele me olhou, pensei, que idiota que eu fui agora. Então o garçom me surpreende, Godard era um filosofo, um poeta, mas fazia isso com imagens e dialogos, acho ele mais que niguem conseguiu nos revelar sentimentos daquela geração de revoluções, mas eu perticulamente prefiro o Woody Allen, somente porque ele disse: ” A duas coisas importantes na vida, uma é o Sexo a outra, a outra…. Ah me esqueci, tambem não importava muito.”